Archive for the ‘Agradecimentos’ Category

h1

Agradecimentos pessoais

novembro 30, 2008

“Em primeiro lugar, “Obrigada Pai” por tudo que me destes e concedestes nesses quatro anos, agradeço pela força nos momentos em que fraquejei e pensei em desistir, e por ter colocado em meu caminho pessoas que me pegaram pelas mãos e mostraram o caminho a seguir.

A minha mãe por me ajudar em todos os momentos (bons e ruins), escutando os meus lamentos, e por participar ativamente de todas as etapas da minha vida. Meu pai por me auxiliar nos momentos em que precisei e que, por sinal, foram muitos. A Eles agradeço por ajudarem a subir mais um degrau na busca do conhecimento.

A todos os amigos que fizeram e fazem parte dessa trajetória, em que cada um acrescentou e ainda acrescenta de forma especial um conhecimento único que nunca será esquecido; pessoas colocadas por Deus em meu caminho com o objetivo de me fortalecer e fazer erguer a cabeça, olhar pra frente. E com isso ver que cada um, de forma peculiar, faz sentido em minha vida e para que eu perceba que a vida não pára.

A todas as pessoas que de forma incondicional estiveram ao meu lado recarregando as minhas energias e sendo o meu porto seguro, minha avó a quem eu amo muito e meu vovô que neste momento está ao lado de Deus, mas que com certeza tem olhado por mim.

A todos os professores que souberam transmitir os seus saberes e tiveram paciência em todos os momentos, que estarão na cabeça e no coração de cada um de nós.”

Edcleuza da Cruz 

“Quero agradecer ao Criador de tudo, pelo dom da vida, pelas dádivas concedidas durante toda a minha vida e, especialmente, pela misericórdia e por me amar e ajudar, mesmo eu não merecendo.

Aos meus pais, em especial minha mãe, que sempre quis que eu seguisse carreira em odontologia, mas, mesmo assim, me ajudou a ter oportunidades de estudos que ela não teve. Ao meu irmão Anderson, vulgo “Queixo”, pelos “helps” nos trabalhos que envolviam artefinal, Photoshop ou Corel Draw, que são meus fantasmas cibernéticos. Ao meu grande, eterno e único amor, Rogério Argolo, pessoa que sempre me ajudou, seja emprestando o computador para fazer trabalhos da faculdade, dando apoio e incentivo, com esse otimismo e amor indescritíveis.

Aos meus amigos e professores que sempre me apoiaram nessa caminhada, me dando forças e dicas, indicando novas alternativas e novas formas de ver o mundo.

Aos meus familiares que ajudaram no projeto, em especial Alexandre e Iana Hungria que nos concederam um importante benefício neste projeto.

À minha “família” japonesa-paulista-mineira que me recebeu tão carinhosamente, após 17 anos sem me ver, e que me ajudou muito na tiragem das fotos, na descontração e, principalmente, no acolhimento tão caloroso.

Às minhas amigas e companheiras de classe, Edcleuza e Celi, que acreditaram e apoiaram as minhas sugestões de trabalho e tiveram (muita) paciência para agüentar meu perfeccionismo.

A todos vocês, que fazem parte do meu mundo, muito obrigada. Amo vocês!”

Rosana S. Guimarães 
 

“Agradeço primeiramente a Deus, sobre todas as coisas, por tudo. Pela força, sabedoria e amor dedicados a mim desde meu nascimento. Sem Ele com certeza nada seria possível.

A minha família, que mesmo de forma indireta, sempre esteve presente me dando apoio moral e incentivo para prosseguir. Painho, consegui! E mainha, obrigada por tudo.

Aos meus amigos que participaram de cada passo que dei rumo a esse sonho. Em especial, Nilton e Leila, amigos sempre tão presentes. Obrigada.

Ao meu padrasto Everaldo (Didi) que sempre me deu força e incentivo para caminhar até o fim.

Aos meus professores e colegas de trabalho pela paciência oferecida durante meu aprendizado na academia. Muito obrigada mesmo!

Às minhas colegas de classe, que em pouco tempo se tornaram amigas. E hoje minhas parceiras de verdade, Rosana e Edcleuza. Por todas as vezes que uma deu a mão à outra para subir mais um degrau da escada a vida. Amo vocês!

A todos que direta ou indiretamente cruzaram meu caminho nesse período e acrescentaram algo para meu amadurecimento profissional. Valeu mesmo!”

Rose Celi S. Carvalho